sábado, 28 de fevereiro de 2015

Após assembleia policiais civis anunciam paralisação geral em todo estado de Rondônia



Servidores da Polícia Civil decidiram aderir a paralisação nacional da categoria, no dia 18 de março, e mais dois dias, 19 e 20, juntamente com outras categorias. 
A decisão foi anuncia durante assembléia realizada em frente ao Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, na manhã desta sexta-feira.
A insatisfação da categoria é pelo aumento de 6% negado em 2014, e pelo reajuste deste ano, e todos já estão sinalizando pela paralisação. “A Polícia Civil luta pelo Plano de Cargos, Carreira e Salários desde 2011, e na reunião que tivemos ontem com a comissão do Governo, nenhuma proposta satisfatória nos foi apresentada, alegando ônus à folha do Estado”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Rondônia (Sinsepol), Jales Moreira.

Sem freio carro desgovernado invade residência na Zona Sul de Porto Velho



Uma camionete F-4000 invadiu uma residência, no início da tarde desta sexta-feira(27), após tentar subir uma ladeira na rua Anari, no bairro Nova Floresta, na região Sul de Porto Velho.
Uma mulher que estava dentro da casa ficou lesionada e foi socorrida pelos bombeiros à Unidade de Pronto Atendimento. De acordo com informações de testemunhas, a camionete que estava carregada de manilhas de concreto, tentou subir a ladeira da rua Anari, sentido a rua Três e Meio, por duas vezes e não conseguiu. O motorista tentou novamente, só que dessa vez ele errou a macha, perdendo o freio e o controle do veículo.
Ele se jogou para fora do carro, que desceu descontrolado invadido uma residência na qual estava um homem e uma mulher. Por sorte o homem viu o carro indo na direção da casa e tentou puxar a mulher, mas o caminhão levou ela ficando debaixo do veículo.
Uma motocicleta, que estava estacionada, foi parar debaixo da F-4000, que só não atingiu outra casa por conta de um poço. O condutor do caminhão disse que teria faltado freio por isso se jogou para não ser lesionar. 

Dep. Luiz Cláudio lutará por obras atrasadas de viadutos em Porto Velho



O deputado federal Luiz Cláudio (PR-RO) realizou audiência ontem pela manhã no Ministério dos Transportes, juntamente com o Superintendente do DNIT de Rondônia, Fabiano Martins e o Secretário de Gestão, Miguel de Souza, para tratar de uma reivindicação da população do município de Cacoal com relação a BR-364 no trecho ladeado pelo rio Pirarara que tem sofrido bastante com as enchentes, preocupando e prejudicando a população, afetando diretamente dos bairros.
Luiz Cláudio foi em busca de respostas que possam ser oferecidas aos munícipes daquela cidade que tem feito inúmeros pedidos de providências objetivando a solução do problema.
Na reunião, o Superintendente do Dnit, Fabiano Martins disse que com relação as enchentes do rio Pirarara, o problema não é referente a falta de drenagem da BR-364, mas, a falta de drenagem na cidade de Cacoal onde o governo federal precisa tomar providências urgentes sobre esse impasse. 
Viadutos
O deputado Luiz Cláudio nessa audiência questionou sobre o reinício das obras dos viadutos de Porto Velho que já perdura por muitos anos sem uma solução definitiva. Miguel de Souza, diretor do Ministério dos Transportes, respondeu ao parlamentar que já na próxima segunda-feira as obras dos viadutos serão retomadas para garantir uma definitiva construção à população da capital.
Luiz Cláudio disse que acredita piamente no reinício das obras e como parlamentar vai fiscalizar "pari passu" as construções para que a população possa de uma vez por todas realizar seus sonhos e ver uma cidade mais bonita, logo na sua entrada, na Br-364 no trecho do Roque.

Questionada pelo MP Sesau nega contratações emergenciais



Em reunião coordenada a pelo Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa de Probidade Administrativa, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) negou, na última quinta-feira (26), que esteja realizando contratações emergenciais para cargos para os quais existem aprovados em concurso público vigente.
A informação foi prestada diante de questionamentos feitos pelo Promotor de Justiça Alzir Marques Cavalcante Júnior, que convocou a reunião, após receber reclamações de que a Sesau estaria realizando contratações emergenciais para os cargos em que há aprovados em concurso recente, o que estaria dificultando as convocações.
Na ocasião, o integrante do Ministério Público lembrou que uma eventual preterição dos aprovados por contratados emergenciais violaria a lei.
Presente à reunião, o Secretário Adjunto da Secretaria de Saúde, Luís Eduardo Maiorquin, informou que de fato a Sesau instaurou procedimento para contratações emergenciais, mas assegurou que estas serão feitas apenas para os cargos que têm número insuficiente de aprovados no último concurso, mesmo considerando os candidatos que ficaram em cadastro de reserva.
Na ocasião, o representante da pasta apresentou documentos que detalham estudos acerca da necessidade de profissionais para a área da Saúde, bem como cópia de ofício (nº. 94/GAB/CRH/Sesau) encaminhado à Secretaria de Administração (SEAD), em que é solicitada a contratação urgente de aprovados no concurso regido pelo Edital nº 137/GDRH/SEARH, de 10/07/2014.
Conforme relatou Luis Eduardo Maiorquin na reunião, a orientação dada à SEAD é de que, só após a convocação de aprovados em concurso, sejam feitas as contratações emergenciais. O Secretário Adjunto admitiu, porém, que o ofício emitido à Secretaria de Administração ainda não foi atendido, em razão de ajustes orçamentários que estariam sendo feitos para avaliação de impactos, no que se refere à Lei de Responsabilidade Fiscal.
Luís Eduardo Maiorquin afirmou ainda que, quanto às contratações emergenciais, por enquanto, existe apenas a autorização por lei para que sejam feitas, não tendo sido realizado o processo seletivo simplificado até o momento. Também não há previsão de quando será publicado o edital de tal processo seletivo.
Após obter as informações, o Promotor de Justiça considerou os esclarecimentos satisfatórios e encerrou a reunião. Também participaram a gerente de Recursos Humanos da Sesau, Raquel de Oliveira Rodrigues, e o Procurador do Estado Igor Veloso Ribeiro.

Integração de dados vai agilizar registro de ocorrências



Um dos serviços mais importantes da Segurança Pública será reformulado para melhor atender ao cidadão. O novo modelo de registro de ocorrências policiais permitirá que as Polícias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiros, trabalhem em uma única plataforma na web, com banco de dados integrados numa mesma base. A nova forma de registro, conforme o perito criminal, Fábio Folly, engenheiro eletrônico da Diretoria Executiva de Tecnologia da Informação (DET) da Polícia Civil, deve otimizar os processos de permanência das viaturas numa delegacia para lavrar o flagrante, reduzindo drasticamente o tempo. Com isso, a população terá mais viaturas nas ruas de forma operacional, sem investimento em pessoal.
A nova versão foi desenvolvida por uma empresa terceirizada, com recursos da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp), com acompanhamento do Departamento de Informática e de Telecomunicações (Dintel) da Polícia Civil. O valor inicial do programa foi previsto em R$ 2,5 milhões, mas acabou sendo licitado por R$ 1 milhão.
O projeto iniciado em 2012 e concluído em dezembro de 2014, encontra-se na fase de treinamento para a implantação do sistema. “O software vai trabalhar em uma plataforma web, rodando em computadores, celular e tabletes com 3G. No local da ocorrência, o policial poderá registrar o fato e já atender a uma próxima ocorrência sem se deslocar a uma delegacia”, explicou Fábio Folly.
Todas as estatísticas, conforme garante o engenheiro eletrônico, estarão disponíveis em tempo real, a exemplo de informações com busca e alertas sobre foragidos. As informações, segundo ele, vão fluir de forma mais rápida e integrada, ao contrário de atualmente, que as instituições trabalham muito, mas as informações não conseguem fluir de uma instituição para outra.
“Após ser implantado, o alcance do sistema será similar ao Smartphone, que ao comprar basta usar os aplicativos que interessem ao usuário. “O sistema funciona basicamente dessa forma. Não só para registro de ocorrência, pois lá ele tem documentos, assinaturas eletrônicas laudos, agendas, planejamento de operações, álbum criminal e uma série de coisas que iremos implementar ao longo desse ano”, destacou.
O perito criminal, assegura que os processos mais simples, como os de registros de ocorrências, devem entrar em funcionamento de imediato. Outros levarão de três a quatro meses.
“O sistema é intuitivo e utiliza o que há de mais moderno em tecnologia, convertendo fotos com a tecnologia de browser, ou seja, convertendo em arquivos de tamanho pequeno, assim utiliza-se pouca rede e fica muito mais fácil de usá-la. Utilizando as funcionalidades e tecnologia atualizada conseguiremos fazer mais coisas com menos investimentos”, completou.
De acordo com o Secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, Antônio Carlos dos Reis, através do novo sistema os órgãos de segurança poderão definir estratégias para o combate à criminalidade por conta do georreferenciamento do sistema.
“Os primeiros resultados da ferramenta devem aparecer meses após sua implementação. Inicialmente serão realizadas todas as adaptações e treinamentos necessários”, concluiu.

Presos fazem motim e ateiam fogo em colchões no presídio de Ji-Paraná



Detentos atearam fogo nos três pavilhões do regime semiaberto no Presídio Agenor Martins de Carvalho, em Ji-Paraná (RO), município a aproximadamente 370 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a direção da unidade, o motim teve início na manhã desta quinta-feira (26), por volta das 8h, após a transferência de cinco presos do local. Durante o tumulto foram queimados colchões, lençóis e aparelhos eletroeletrônicos. O Corpo de Bombeiros esteve no local e controlou as chamas.
De acordo com o diretor do regime semi-aberto, Zenilton Felbek, a confusão começou quando o apenado Fernando Vicente Boaro não obedeceu a uma ordem legal do agente e o ameaçou de morte. Logo em seguida, o apenado e mais quatro colegas de cela começaram a jogar pedras e pedaços de madeira nos agentes.
Logo nas primeiras horas de quinta, os mesmos apenados retiraram todos os seus pertences da cela e atearam fogo em colchões. Depois, outros presidiários aderiram ao movimento e também atearam fogo nas camas e colchões. Em menos de dez minutos, o fogo já tomava conta dos três pavilhões.
Com o apoio da PM, que fazia a segurança externa do Presídio, os agentes conseguiram conter os ânimos dos presidiários e contê-los em uma área de segurança para que o Corpo de Bombeiros pudessem apagar o incêndio.
Todo o prédio ficou danificado e os pavilhões A, B e C foram interditados pelo Corpo de Bombeiro. Até o momento, não se sabe se vai haver transferências dos apenados para outros presídios.Atualmente, 130 presos cumprem pena no Regime Semi-Aberto, porém o complexo só comporta 80.


Suspeito é reconhecido e preso após furtar loja da zona leste de Porto Velho



O 5° BPM prendeu na madrugada de sexta-feira (27), Aniston Felipe Neves de Oliveira, 18 anos, após ter praticado arrombamento e furto de roupas em uma loja na Avenida Alexandre Guimarães, com ajuda de um comparsa.
De acordo com a polícia, pelo menos dois homens estariam furtando a loja. Ao chegar no local do crime, os suspeitos haviam fugido. Durante patrulhamento, a polícia conseguiu encontrar um dos suspeitos. Roupas da loja foram encontradas perto do local. O suspeito negou autoria do crime.
Ele foi conduzido até a loja e testemunhas que viram os dois fugindo fizeram o reconhecimento.  O comparsa conseguiu fugir levando algumas peças de roupa. 
Aniston já tem várias passagens pela polícia, e é usuário de drogas. Ele foi levado à central de flagrante e responderá pelo crime de furto qualificado.

Homem é executado com cinco tiros no local onde trabalhava



Bruno Serrão Barros, 28 anos, foi executado com cinco tiros na noite de sexta-feira (27), em uma lanchonete, local onde trabalhava como garçom, na esquina da rua Jamari com Calama, no bairro Olaria, na região central da capital.
De acordo com informações de testemunhas, dois suspeitos em uma motocicleta preta se aproximaram do local. A vítima estava vendendo churrasquinho e quando virou para entrar no estabelecimento foi agarrado pelo pescoço e levou um tiro na cabeça à queima roupas. Caído no chão, ainda foi alvejado com mais quatro tiros. O suspeito fugiu em alta velocidade com ajuda do comparsa.
A Polícia Militar foi acionada junto com uma equipe do Samu para tentar salvar a vida da vítima, que agonizava e perdendo muito sangue, mas não foi possível e a vítima morreu no local. Foi constatado pelo menos duas perfurações na cabeça, duas nas costas e um no braço.
A Polícia Militar constatou ainda que a vítima estava na condicional, respondia o crime de tráfico de drogas e estaria trabalhando na lanchonete há pouco mais de uma semana e acredita em um possível acerto de contas. 

INSS deposita benefícios acima do mínimo a partir de segunda-feira (2)



O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a depositar o pagamento dos benefícios da folha de fevereiro para aposentados e pensionistas que recebem acima do salário mínimo a partir de segunda-feira (2). Nesta data serão creditados os benefícios para quem possui cartão com final 1 e 6, desconsiderando-se o dígito. O pagamento para quem recebe até o mínimo continua com o depósito para os segurados que possuem cartão com final 6, desconsiderando-se o dígito.
O calendário de pagamentos de benefícios com as datas de depósitos pode ser consultado pelos segurados na página da Previdência na internet. A folha de pagamento do INSS paga atualmente mais de 32 milhões de benefícios e injeta na economia do país mais de R$ 29 bilhões todos os meses.

Extrato

O Extrato de Pagamento de Benefícios já está disponível para consulta dos segurados nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores. A consulta ao extrato permite ao segurado visualizar o valor do pagamento dos benefícios. O serviço é decorrente do contrato firmado entre o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e as instituições financeiras que pagam, todos os meses, mais de 32 milhões de benefícios.
A consulta do extrato pode ser feita também no site da Previdência Social. Basta acessar a Agência Eletrônica Segurado e fazer a consulta. Os segurados conseguem apenas visualizar o extrato do mês corrente, caso precisem das informações dos meses anteriores devem comparecer a uma Agência de Previdência Social.

Regras do auxílio-doença e pensão por morte da MP 664 passam a valer



Normas para a concessão do auxílio-doença e da pensão por morte incluídas na Medida Provisória nº. 664/2014 que tramita no Congresso Nacional, passam a valer a partir de 1º de março. Entre as regras estão o tempo mínimo de contribuição para obtenção da pensão por morte e a ampliação do prazo para o trabalhador receber o pagamento diretamente da empresa em caso de afastamento.
“Os benefícios estão garantidos, mas há necessidade de atualização das regras de acesso para acompanhar as transformações da sociedade”, comenta o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. Para ele, “é preciso ter em mente que a previdência é um compromisso que se assume para o futuro e por isso as normas precisam passar por revisões que garantam a sua sustentabilidade”.
Gabas também cita alguns cenários que embasam as propostas enviadas pelo governo aos parlamentares, como o crescimento do número de segurados da previdência, que aumentou em 30 milhões, entre 2003 e 2013; o aumento real de 73% do salário mínimo, de 2003 a 2014; o aumento da expectativa de vida (ou seja, desde o nascimento) dos brasileiros que passou de 62,5 anos para 74,9, entre 1980 e 2013; além do crescimento registrado na sobrevida (relacionada com o tempo do benefício), que subiu em média 4,4 anos em 13 anos.
“As regras que entram em vigor, além da preservação da sustentabilidade da Previdência Social, visam facilitar a vida do trabalhador no período de auxílio-doença; melhorar a qualidade de atendimento ao segurado; alinhar a legislação brasileira às melhores práticas internacionais de Previdência Social; e coibir abusos na concessão dos benefícios”, acrescenta o ministro.

Pensão por morte

A partir do dia 1º março, o tempo mínimo de contribuição para acesso à pensão por morte será de dois anos, exceto em casos de acidente de trabalho e doença profissional ou do trabalho. Em relação ao valor, está estabelecida uma cota fixa correspondente a 50% do benefício, acrescida de mais 10% por dependente do segurado (cônjuge, filho ou outro). Ou seja, os beneficiários farão jus a, no mínimo, 60% do valor.
“É importante lembrar que ninguém receberá menos do que um salário mínimo, que corresponde ao piso previdenciário”, lembra o ministro. Atualmente, 57,4% das pensões correspondem ao salário mínimo (R$ 788,00).
O benefício continuará vitalício para cônjuges com 44 anos de idade ou mais. Para cônjuges com idade inferior a 44 anos, o tempo de duração da pensão será escalonado (ver tabela) de acordo com a expectativa de sobrevida, projetada pelo IBGE. Há exceção para cônjuges inválidos, que terão direito à pensão vitalícia.
Desde 14 de janeiro já estão sendo exigidos dois anos de casamento ou união estável para gerar a pensão por morte. Nesse ponto, há exceção em casos de acidentes de trabalho após o casamento ou quando o cônjuge/companheiro for incapaz/inválido. Também já está em vigor a exclusão do direito à pensão para os de­pendentes condenados pela prática de crime doloso que tenha resultado na morte do segurado.

Auxílio-doença

No caso do segurado necessitar requerer auxílio-doença, a partir de 1º de março, o cálculo do benefício não poderá exce­der a média das últimas 12 contribui­ções. E a empresa terá de pagar até 30 dias de afastamento. Pela nova regra, o trabalhador só necessitará ser atendido pela perícia médica do INSS a partir do 31º dia.
A MP 664 prevê ainda a realização de convênios, sob a super­visão do INSS, com empresas que possuem serviço médico, órgãos e entidades públicas. Em recente conversa com internautas (Face to Face/Portal Brasil), o ministro da Previdência Social, explicou: “A norma estende a possibilidade de realização da perícia médica através de convênios com empresas, sob a supervisão do INSS, mais especificamente da Diretoria de Saúde do Trabalhador, e também por médicos da rede pública de saúde, especialmente onde não conseguimos ainda contratar através de concurso público, em vários locais do país”.
Carlos Gabas observa que há agências da Previdência Social onde identifica-se dificuldades de manter médicos peritos. “Isso obriga os trabalhadores incapacitados para o trabalho a se deslocarem percorrendo longas distâncias para ter acesso ao seu direito e impondo uma grande demora no reconhecimento do direito”. A regra que possibilita os convênios “facilitará a vida deste trabalhador”.

Indenização aos Soldados da Borracha estará disponível nesta segunda-feira (2)



O Ministério da Previdência Social deposita nessa segunda-feira (2), a indenização no valor de R$ 25 mil cada, para os Soldados da Borracha, como são conhecidos os seringueiros que atuaram na extração de látex durante a 2ª Guerra Mundial. Os dependentes dos seringueiros que já faleceram também farão jus à indenização. O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, destacou que “a indenização foi determinada como forma de reconhecimento pelo nobre serviço que estes trabalhadores prestaram ao país”.
Serão repassados no total R$ 289 milhões, para 11. 900 beneficiários. A maior parte deles está atualmente no estado Acre (6.895), seguido pelo Amazonas (1.817) e Rondônia (1.637). Os soldados da borracha já são beneficiários regulares da Previdência Social, de acordo com legislação especial.
O recurso será pago por meio da conta corrente por meio da qual os segurados recebem o benefício previdenciário. Para os que possuem apenas o cartão magnético, será necessário se dirigir ao banco. A indenização foi determinada pela Emenda Constitucional nº 78, de 14 de maio de 2014.

Fazenda eleva alíquotas de contribuição previdenciária de empresas



O governo aumentou de 1% e 2% para 2,5% e 4,5% as alíquotas de contribuição previdenciária aplicadas sobre o faturamento bruto das empresas e, por meio do Decreto nº. 8.415, fixou em 1% a alíquota de compensação de resíduos tributários de companhias exportadoras no âmbito do programa Reintegra.
As novas alíquotas de contribuição previdenciária sobre o faturamento entram em vigor a partir de junho, conforme determina a Medida Provisória nº. 669, que também tornou facultativa a opção por esse regime ou pela contribuição patronal.
As duas medidas, publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira, reduzem em cerca de R$ 14,6 bilhões a renúncia fiscal anual com a desoneração da folha e com o Reintegra. Elas fazem parte do esforço do governo para promover o ajuste fiscal necessário para o alcance da meta de superávit primário de 1,2% do PIB em 2015, conforme observou o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.
“Não estamos eliminando a desoneração, de forma que um número significativo de companhias ainda se beneficiará desse regime”, afirmou Joaquim Levy. Segundo o ministro, foi mantida uma redução de impostos de R$ 16,5 bilhões para o setor produtivo.
Levy explicou que está reduzindo a desoneração da folha, pela relativa ineficiência da medida. Ela não tem alcançado os objetivos, ressaltou. Para Levy, existem empresas que ganham muito, empresas que ganham mais ou menos e empresas que nem sequer ganham. Agora, o Governo passou a dar liberdade para as empresas optarem pelo regime de contribuição.
Quando passarem a vigorar, as medidas reduzirão em R$ 12,8 bilhões a renúncia fiscal com desoneração da folha de pagamento e limitarão em R$ 1,8 bilhão as compensações tributárias com o programa Reintegra. Somente neste ano, a economia com desconto do imposto sobre a folha será de R$ 4,2 bilhões.
A Medida Provisória 669 ainda estabeleceu medidas tributárias referentes à realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. De acordo com o secretário da Receita Federal, Jorge Antônio Rachid, esses dispositivos visam à simplificação e o maior controle fiscal nas operações para os Jogos Olímpicos.

Um erro no serviço de drenagem tem provocado alagamentos



Os moradores da Avenida Amazonas no bairro jardim Clodoaldo pediram socorro à vereadora Maria Simões na manhã desta quinta feira, 26 de fevereiro. Um erro no serviço de drenagem tem provocado alagamentos em diversas residências.
“Os moradores reclamam com razão do serviço realizado nesta avenida no ano 2013. Foram mais de um milhão de reais investidos e a prefeitura não se atentou para o erro no projeto. O volume de água que se acumula no local em época de chuvas é muito grande e a drenagem que fizeram é muito pequena, o resultado é o alagamento das residências”, disse a vereadora logo após ouvir os moradores.
A obra de drenagem e pavimentação da Avenida Amazonas foi realizada no ano de 2013 e foi custeada por uma emenda parlamentar do Senador Acir Gurgacz no valor de um milhão de reais, além da contrapartida do município. A parlamentar assumiu compromisso de solicitar da secretaria de obras que realize a troca de manilhas ou acione a empresa que realizou a obra para corrigir o projeto.

Acidente envolvendo um carro do poder público tira a vida de um idoso



Na última quinta-feira (26), um grave acidente envolvendo um carro do Poder Público ceifou a vida de um idoso.
Segundo informações, Augusto Francisco de Souza, de 70 anos, seguia de bicicleta pela Avenida Teresina quando, na esquina com a T-10, foi atropelado por um veículo do DER que estava em alta velocidade.
O condutor do veículo, identificado apenas como João, dirigia uma caminhonete L-200. Segundo seu próprio relato, ele estava apenas a 25 km/h.
Devido ao impacto, a vítima sofreu múltiplas fraturas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e prestou socorro à vítima e, posteriormente, a conduziu ao Hospital Municipal, no entanto, devido aos ferimentos e sua idade avançada, a vítima não resistiu e faleceu. A polícia militar e a perícia técnica estiveram no local e realizaram seus trabalhos de praxe.

Suspeito de estuprar e matar jovem desaparecida é preso em Rondônia



Um homem foi preso temporariamente na quinta-feira (26) sob a suspeita de ser o autor do assassinato de uma mulher de 22 anos, que estava desaparacida desde o último dia 1º de fevereiro, em Pimenta Bueno, município distante 519 quilômetros de Porto Velho. O suspeito também teria estuprado a vítima.
Segundo a Polícia Civil, a ossada da jovem foi encontrada por garotos que jogavam futebol em um campo localizado no bairro Nova Pimenta. Os meninos foram pegar a bola que caiu dentro da mata e localizaram os restos mortais da vítima.
A investigação da polícia aponta que o suspeito manteve relações sexuais, espancou e estrangulou a vítima sem motivo declarado e depois removeu o corpo até o local onde a ossada foi encontrada. O homem deve responder pelos crimes de estupro e homicídio.

Alunos de escola pública de Cacoal desenvolvem atividades culturais



Cerca de 400 alunos do ensino fundamental e médio da Escola Estadual Carlos Dumont de Andrade em Cacoal (RO), distante cerca de 480 quilômetros de Porto Velho, participam de oficinas de esporte, lazer, arte e cultura. A iniciativa faz parte do Projeto Guaporé de Ensino Integra e as ações devem durar por todo o ano letivo.  Entre as atividades desenvolvidas estão oficinas de música, dança e produção de jornal escolar.
De acordo com a coordenadora do projeto, Eliana Pedra, as atividades desenvolvidas são do currículo básico e de eixos temáticos. A exemplo das oficinas relacionadas às disciplinas de matemática, química e produção de texto. Porém, a maior parte das atividades são ligadas as áreas de esporte, lazer, arte e cultura. Ainda segundo a coordenadora, todas as oficinas são oferecidas no contra turno escolar. "Aqui é uma escola integral, com isso há atividades disponíveis durante todo dia e todos os alunos devem participar", esclarece.
O professor de música Frederico Trindade desenvolve na escola um projeto que alia música a matemática. Ele explica que esta foi uma das maneiras encontradas para tentar ensinar sem gerar desinteresse aos alunos. "Tentamos aliar uma coisa prazerosa que é a musica a uma cosia que eles não gostam muito que a matemática. As duas possuem características parecidas, como  divisão e fração. Fica mais fácil para trabalhar as duas juntas", justifica o professor.
A aluna da 7º série do ensino fundamental, Larissa da Silva Motta, de 12 anos, destaca que para ela o projeto é importante, pois proporciona a descoberta das aptidões. "Eu mesmo comecei a pouco mais de um mês, eu já descobri que a oficina que mais me identifico é o violino", fala a estudante.

Escola estadual de Guajará-Mirim é vítima de furtos pela 15ª vez em 1 ano



Suspeitos invadiram e furtaram a Escola Estadual Rocha Leal, no bairro São José, em Guajará-Mirim (RO), município a 330 quilômetros de Porto Velho, na madrugada desta sexta-feira (27). Segundo a diretora da unidade, esta é a 15ª vez em um cerca de um ano que a escola é vítima de vandalismo. Paredes riscadas, merenda e equipamentos eletrônicos foram furtados e destruídos pelos bandidos. A Polícia Civil investiga o crime.
Quando funcionários chegaram ao colégio nesta manhã os armários estavam arrombados, os alimentos usados na merenda foram furtados e jogados no chão, monitores estavam espalhados pelo pátio. Até a bandeira do Brasil adquirida há poucos dias foi retirada de onde estava guardada e jogada no piso do corredor. Em várias paredes, os vândalos escreveram os números 155 e 157, que fazem alusão aos artigos do código penal de furto e roubo. As ferramentas utilizadas no arrombamento foram deixadas na escola.
Cansada da rotina de furtos, a diretora da escola diz esperar uma atitude do governo estadual para combater a onda de crimes no local. Quase sem equipamentos após toda a sequência de violência, os prejuízos são grandes. "Eu espero que o governo contrate vigias, pois na época que eles trabalhavam aqui não acontecia isso. Fizemos a licitação para colocar sensores, mas até agora nada e não temos posição. Todos nós estamos amedrontados. O zelador quando chegou aqui, os professores que planejaram, mas não conseguiram dar aulas", conta Leonice Melo.
Em visita ao município no início de fevereiro, o governador Confúcio Moura falou sobre a constante situação de furto nas escolas do município e prometeu resolver a situação com a contratação de empresas de vigilância. "Vamos descentralizar. Cada escola vai contratar uma empresa de segurança eletrônica para instalar câmeras de segurança, painéis de computadores, alarmes e a empresas que tem guardas armados darão atendimento rápido para impedir os danos contra as escolas. É muito feio um cidadão depredar uma escola. É vergonhoso", disse o governador.
As aulas do turno da manhã foram suspensas pelo ato de vandalismo e falta de merenda, mas no turno da tarde a escola voltou a funcionar normalmente.

'Quero justiça', diz jovem de RO que alega abuso em exame ginecológico



Uma estudante de 22 anos, que preferiu não se identificar, acusa um médico ginecologista de ter abusado sexualmente dela durante exame dentro de um hospital particular, em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, a cerca de 200 quilômetros de Porto Velho. O suposto crime aconteceu na quarta-feira (25). A jovem pede que justiça seja feita. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.
A imprensa, a vítima relatou que foi a primeira consulta com o profissional e que o abuso teria ocorrido durante um exame vaginal. "Ele fez o ultrassom abdominal do útero e depois iniciou o exame vaginal. Notei que o procedimento estava demorando mais do que normal e forcei a coluna para me levantar, quando vi as vestes dele abaixadas e o órgão genital ereto. Disse a ele que estava abusando de mim e ele falou que não e que era coisa da minha cabeça", relata.
A estudante conta que ficou sem reação e com medo do médico machucá-la. "Continuei deitada, esperei ele terminar o exame e fui ao banheiro vestir minhas roupas. Peguei a receita e fui embora. A princípio, não queria falar sobre o ocorrido a ninguém, mas cheguei em casa chorando, minha mãe notou e perguntou o que havia acontecido. Contei toda a história pra ela e fomos à delegacia denunciar o abuso", disse.
Ainda abalada com o ocorrido, a jovem espera que a justiça seja feita. "Estou muito nervosa, choro a todo tempo e vivo com medo. Eu sempre confiei nos médicos e nunca imaginei que uma coisa dessas fosse acontecer. A gente vai pro hospital para cuidar da saúde e não para ser maltratada. Quero justiça, e que ele pague pelo o que fez", finalizou.

Outro caso

Em novembro de 2014, uma mulher de 48 anos registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Ariquemes, alegando ter sido abusada sexualmente pelo mesmo médico que teria cometido o suposto crime contra a estudante nessa quarta. O caso aconteceu dentro de um posto de saúde do município durante procedimento de exame.
Procurado pela imprensa, o secretário de saúde de Ariquemes, Joseilton Solto Pereira, informou que está ciente do caso e que o médico era plantonista e prestava serviços na unidade pública de saúde. Pereira assegurou também que foram tomadas todas as medidas cabíveis quanto ao episódio e acrescentou que, após o segundo caso divulgado, a secretaria enviou para o posto de saúde onde o medico realizava os plantões um ofício afastando o profissional de suas atividades, enquanto durarem as investigações policiais.

Investigações

O delegado regional Renato Morari informou que deve intimar o médico para ser ouvido na Delegacia de Polícia Civil de Ariquemes. "Vamos apurar a denúncia, ouvir o médico para checar as informações. Caso seja confirmado o abuso, ele deve ser indiciado pelo crime de estupro", explicou Morari.
Já o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), Cleiton Bach, afirmou que o conselho ficou sabendo do caso por meio da imprensa e que a entidade já instaurou uma sindicância interna para investigar o fato. Bach destacou que será dada a oportunidade de ampla defesa ao profissional, mas que, caso seja comprovado o crime, entre as punições previstas, o médico pode ter o diploma cassado.

Rompimentos de cabos de fibra ótica deixam RO sem internet por 4 horas



Nesta última sexta-feira (27), os consumidores da operadora Oi dos estados de Rondônia, Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul ficaram sem acesso à internet durante aproximadamente quatro horas. A interrupção no serviço teve início por volta de 10h (horário local) e o sinal foi restabelecido aproximadamente às 14h. A queda no acesso foi ocasionada pelo rompimento de cabos de fibra ótica.
Segundo a companhia, o problema ocorreu no interior de Goiás e de Mato Grosso do Sul, afetando o serviço de telefonia e internet nos quatro estados. O rompimento dos cabos de fibra ótica, de acordo com a assessoria de imprensa da Oi, foi causado por outras empresas.
Assim que a falha foi identificada, equipes técnicas foram acionadas para solucionar o problema.

Idoso em bicicleta morre atropelado por carro do DER em Ji-Paraná



Um homem de 70 anos morreu atropelado por uma caminhonete pertencente à frota do Departamento de Estradas de Rodagens (DER) em Ji-Paraná (RO), cidade localizada a 374 quilômetros de Porto Velho. O acidente aconteceu na quinta-feira (26), no cruzamento da rua T-10 com a Avenida Terezina. A vítima chegou a ser socorrida ao Hospital Municipal, mas não resistiu.
O condutor da caminhonete, que é funcionário do DER, relatou à Polícia Militar que seguia pela Avenida Terezina quando avistou o idoso, que estava de bicicleta, vindo no sentido contrário à mão da via. A vítima tentou atravessar a avenida e, neste momento, o motorista caminhonete teve que frear bruscamente, mas não conseguiu parar antes de atropelar o ciclista.
O idoso foi socorrido com vida pelo Corpo de Bombeiros e conduzido ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Comissão de manifestação pela saúde se reúne com prefeito de Guajará-Mirim



A comissão que organizou a manifestação Pró-Guajará, no final de janeiro, participou de nova reunião com o prefeito de Guajará-Mirim (RO), Dulcio Mendes (PT), na quinta-feira (26). Durante o encontro, o prefeito pediu mais 15 dias para sanar os problemas da saúde no município e afirma que a dificuldade é a falta de verbas. O prazo para cumprimento das 41 reinvidicações venceria nesta sexta-feira (27). Ele diz estar dependendo de ajuda do governo estadual.
Durante a reunião, o prefeito prestou contas referentes aos dois anos de mandato, que, segundo ele, tem grande parte de seu orçamento destinado à Secretaria Municipal de Saúde. Ainda discutiu sobre as reivindicações expostas pela comissão, entregues no dia da manifestação que reuniu várias pessoas no pátio da prefeitura no dia 9 de janeiro.  A principal reclamação é quanto a falta de médicos plantonistas no Hospital Regional do Perpétuo Socorro.
No encontro, novos pedidos referentes à saúde do município foram pontuadas, como a falta de medicamentos no hospital, funcionamento do centro de reabilitação no Posto de Saúde Carlos Chagas e reforma da cozinha do HR.
Os manifestantes também pediram a saída do secretário de saúde, Luiz Nascimento, e o prefeito não descartou a possibilidade. "Recebemos vários líderes da comunidade para falarmos sobre as pautas passadas e prestamos contas desde que assumimos. A troca de secretários é uma preocupação constante e pode acontecer a qualquer momento. É uma possibilidade", afirma o prefeito.
Ainda segundo Dúlcio, a falta de médicos ainda não foi solucionada porque os profissionais não querem ir para o município. Para resolver esta e outras questões, ele solicitou mais 15 dias. "Faltam recursos para fazer ações em outras secretarias, porque a saúde exige quase todo o recurso que dispomos. Média e alta complexidade são de responsabilidade do governo, que disse que ia contratar cinco médicos, mas não contratou ainda. Não tem pessoas interessadas para vir trabalhar em Guajará-Mirim", garante Mendes.

Governo

Em visita ao município no início do mês de fevereiro, o governador Confúcio Moura (PMDB) afirmou que uma força-tarefa avaliaria os problemas do município e o governo contrataria cinco médicos para cumprir a escala do hospital. "De imediato, para completar a escala de serviços, novas contratações podem e devem ser feitas. O novo hospital precisará de muitos profissionais e vamos estudar como atrair o profissional. Pela distância, os médicos vão esmorecendo e terminam abandonando o ofício", disse o governador na época.

Mesmo com prédio pronto Centro de Zoonoses em Rondônia não é inaugurado



O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Cacoal (RO), a cerca de 480 quilômetros de Porto Velho, que deveria começar a funcionar em fevereiro, ainda não iniciou as atividades. A estrutura está pronta, mas a data de inauguração não foi definida. As portas do prédio continuam fechadas e nenhum servidor é visto trabalhando no local. Para a construção da estrutura foram gastos quase R$ 900 mil.
A obra começou em outubro de 2013 e depois atrasos na entrega a estrutura ficou pronta. Em janeiro de 2014, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informou que a unidade deveria começar a funcionar no início de fevereiro. O pasta ainda alegou que aguardava chegada de parte do mobiliário chegar, mas com os equipamentos que já existiam a transferência poderia o ocorrer.
A imprensa entrou em contato com a Semusa, mas o secretário não foi encontrado para falar sobre o assunto e não retornou as ligações. O antigo centro foi desativado em agosto de 2011, por estar instalado na área central do município. Após a desativação do antigo CCZ, os animais abandonados não têm para onde serem levados e continuam soltos pelas ruas.

Menino de 12 anos é detido por servidor durante tentativa de assalto



Um agente penitenciário apreendeu um adolescente de 12 anos em uma tentativa de assalto na noite de quinta-feira (26), no bairro Nova Floresta, na Zona Sul de Porto Velho. O infrator agiu com um comparsa, que estava armado. A dupla estava em uma motocicleta furtada de um operador de máquinas durante a noite.
O agente foi surpreendido pela dupla em uma moto, sendo que um deles estava armado e anunciou o assalto. A vítima reagiu e atirou duas vezes contra os suspeitos, que tentaram fugir, mas caíram do veículo. Um dos suspeitos, que aparentava ser mais velho, abandonou a motocicleta e fugiu.
O menino foi detido pelo agente penitenciário e o comparsa não foi localizado pela Polícia Militar. Os policiais constataram que o veículo era roubado e confirmaram o crime ao encontrar o proprietário, que contou ter sofrido um assalto na mesma noite. O adolescente foi levado para a Central de Flagrantes e liberado.

Autoridades do Canadá visitam João Pessoa para selecionar profissionais de várias áreas



A província canadense de Quebéc chega a João Pessoa na quinta-feira (5), onde procura por novos talentos. Serão ministradas palestras gratuitas nos dias 5 e 6 de março sobre o programa de imigração da província e as inscrições podem ser feitas pela internet.
A província do Québec procura candidatos de ambos os sexos, francófonos ou que tenham conhecimentos da língua francesa, que possuam formação e desejável experiência profissional em um dos setores de atividades visados, tais como engenharia, ciências da enfermagem, tecnologia da informação e comunicação, contabilidade, administração e marketing.
“Os principais assuntos abordados nas palestras serão os critérios de seleção, a preparação do projeto de vida no Québec, procedimentos de imigração, perspectivas de emprego, características culturais e valores da sociedade quebequense, além de respostas sobre as dúvidas do processo seletivo”, destaca Perla Haro Ruiz, assessora de prospecção e promoção do Ministério de Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec.
A província do Québec, cuja maior cidade é Montreal, fica no leste canadense e ostenta uma excelente qualidade de vida, segurança, oportunidades de emprego, alta renda per capita, serviços de saúde e educação acessíveis a todos. A diversidade da sociedade quebequense é uma fonte de inovação e dinamismo, valorizando a liberdade de expressão, o respeito pelas diferenças, a igualdade de gênero e a laicidade.
           

João Pessoa sedia o evento mundial 'Corrida da Paz' neste domingo



O Grupamento de Engenharia informou neste sábado (28) promove a Corrida da Paz, marcada para este domingo (1º), na Orla de João Pessoa. Além de militares, todas as pessoas estão convidadas e devem trajar branco para participar do evento.
Sergundo o Grupamento de Engenharia da Capital, a Corrida da Paz (CISM Day Run) é um evento esportivo global, sem fins lucrativos, que acontece em várias cidades do mundo. Foi criado em 2006 para comemorar o aniversário do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM), terceira maior entidade esportiva do planeta, com o objetivo de promover a prática esportiva e a integração entre militares e a sociedade civil em favor da paz.
Na edição 2015, a Corrida da Paz pretende estabelecer integração entre militares e civis por meio da prática esportiva gratuita e sadia, em um pedido de união e harmonia entre os povos.
O evento tem concentração a partir das 6h40 da manhã, no Largo da Gameleira, ao lado do restaurante Bahamas, em Tambaú. A largada ocorre às 7h e segue por um percurso de 5 km, ida e volta, pela Avenida João Maurício até o Mag Shopping.

Bandidos fecham avenida e BRs da Capital para assaltar motoristas; polícia faz alerta



Um vigilante de rua flagrou, na noite da quinta-feira (26), a ação de bandidos quando colocavam uma carroça no meio da Avenida Tancredo Neves, que liga o Centro de João Pessoa aos bairros de Manaíra e Bessa, para realizar uma barricada e poder assaltar motoristas. A Polícia Militar foi acionada, mas quando chegou ao local não encontrou nada. Rodovias também seriam alvos de criminosos.
De acordo com o coronel Arnaldo Sobrinho, do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), as primeiras informações indicavam que quatro homens estariam realizando a ação criminosa. “Um vigilante de rua nos ligou e falou que quatro homens estariam colocando essa carroça no meio da via para assaltar motoristas. Viaturas foram enviadas ao local, mas quando chegaram, não encontraram nada”, disse.
O coronel alertou que não são apenas nas ruas da Capital que vem ocorrendo este tipo de crime, mas nas rodovias federais também já teriam casos de barricadas de bandidos.
“Em João Pessoa temos, muitas áreas mal iluminadas, principalmente nos trechos da BR-230, na região metropolitana, e na parte entre a Unipê e o Almeidão. São áreas mal iluminadas e eu mesmo já presenciei tentativas de assalto com este modo de operação. Tive que agir rápido para inibir os bandidos. Nas BRs, a prevenção e o policiamento é feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF)”, concluiu o coronel.
O assessor de comunicação da PRF, agente Anderson Poddis, informou que os trechos mais perigosos da Grande João Pessoa ficam em locais das BRs 230 e 101, tanto em João Pessoa como em Bayeux, Santa Rita, Mamanguape ou Alhandra.
O policial relatou que os motoristas devem evitar parar ou diminuir muito a velocidade em trechos escuros ou mal iluminados. “É sempre importante que os condutores fiquem atentos aos locais que são mais fáceis de ocorrer o crime. Se eu paro o meu veículo ou diminuo muito a velocidade em locais mal iluminados, vou facilitar para que seja vítima, então não é bom parar o veículo nesses locais”, falou.

Rede Paraíba de Comunicação apoia projeto que vai plantar mudas em JP



A ONG Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (Adra), ligada à igreja Adventista na Paraíba, vai promover no próximo dia 8 de março uma ação para plantio de 550 mudas em João Pessoa. A iniciativa tem apoio da Rede Paraíba de Comunicação - que agrega as TVs Cabo Branco e Paraíba. Cem voluntários que participarão do projeto vão receber treinamento na tarde deste sábado (28), no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica.
Este será o primeiro plantio de mudas realizado pela ONG. De acordo com Hilário Mendonça, integrante da Adra e um dos idealizadores do projeto, o objetivo é mobilizar empresas do Estado e alertar as pessoas quanto à importância de preservar o meio ambiente. A Rede Paraíba foi convidada para começar a ação. “É uma iniciativa que busca conscientizar instituições para que, plantando árvores, elas reponham o oxigênio que, teoricamente, gastam com consumo de energia”, explicou.
O treinamento será ministrado por uma equipe do Centro de Estudos e Práticas Ambientais (Cepam), da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam), a partir das 15h. Os voluntários que participarão do encontro integram o Grupo de Desbravadores da Adra – uma espécie de escoteiros. Eles serão orientados sobre os cuidados necessários para o plantio das mudas, levando em consideração a área e a espécie a ser plantada.
Segundo a coordenadora de comunicação da Rede Paraíba, Carol Marques, ações de sustentabilidade são preocupações permanentes do grupo, que já encabeçou diversos projetos de plantio de árvores. “Para nós é muito importante participar de atividades como essa da Adra, que colocam os cuidados com o meio ambiente como prioridade. E internamente, também motivamos nossos colaboradores a se engajarem em práticas sustentáveis”, comentou.
Para a secretária de Meio Ambiente, Daniella Bandeira, a gestão municipal tem um compromisso com a qualidade de vida da população. “E isso passa pelas ações de educação ambiental. As parcerias com a sociedade civil organizada são um excelente caminho para sensibilizarmos crianças e adolescentes para as questões ambientais", destacou.
No dia 8, todos os participantes unirão esforços para o mutirão de plantio. A Semam, através da Divisão de Arborização e Reflorestamento, ainda está definindo qual parque da cidade irá receber as mudas.

Pesquisadores acham novas marcas pré-históricas no Sertão da Paraíba



Novos indícios de marcas pré-históricas foram encontradas por pesquisadores na cidade Sousa, Sertão da Paraíba. Segundo as pesquisas, aparentemente são vestígios de carroças e podem ter mais de 100 milhões de anos. Eles foram encontrados em quatro pontos da Zona Rural da cidade.
As marcas foram encontradas no ano de 1996, quando estavam sendo procurados novos rastros. Sousa já é conhecida por possuir o Vale dos Dinossauros, lugar que tem várias pegadas de animas pré-históricos.
Segundo o pesquisador Luiz Carlos Gomes, as marcas estão em rochas do cretáceo inferior de aproximadamente 120 milhões de anos. E ele garante que é um dos fósseis mais raros que podem ser encontrados no Brasil porque esses rastros foram encobertos por areia e um barro consistente.
Os pesquisadores afirmam que todas essas marcas podem estar comprometidas por falta de preservação e por não terem o reconhecimento merecido por cientistas.

Empresa da Paraíba vai produzir iogurte de leite de cabra sem lactose



Uma empresa da Paraíba irá produzir iogurte à base de leite de cabra sem lactose nem adição de açúcar. O produto, que será fabricado na cidade de Pilar, na Zona da Mata paraibana, deve começar a ser comercializado em todo Nordeste nas próximas semanas. O investimento no empreendimento foi de cerca de R$ 2 milhões.
De acordo com o empresário Fernando Antônio Bezerra, a produção inicial será de 200 litros por dia e, eventualmente, a empresa poderá ter capacidade de produzir mil litros diariamente. O leite será produzido pelo rebanho da própria indústria, que conta com 80 cabeças da raça Saanen. Segundo Bezerra, a empresa já conta com registro no Serviço de Inspeção Federal (SIF) para iniciar a produção.
"Havia uma lacuna na cadeia produtiva de caprinos na região, especialmente para derivados de produtos finos", disse o empresário. "O iogurte é adequado para pessoas com dificuldades de digestibilidade, com intolerância à lactose e à proteína do leite bovino", acrescentou, dizendo ainda que a empresa tem planos para, no futuro, iniciar a produção de queijos como Boursin e Chevrotin.