quarta-feira, 29 de julho de 2015

Internauta reclama de poeira, buracos e falta de iluminação em rua de Porto Velho



Glemerson Santos mora há três anos no bairro Novo Horizonte, Zona Sul de Porto Velho, e diz que os moradores do local sofrem com a poeira e falta de segurança. O internauta relatou os problemas por meio da ferramenta colaborativa da imprensa. Ele conta que, há alguns meses, uma empresa realizou serviços hidráulicos na rua Principal e acabou danificando a via, aumentando os transtornos.
Segundo o morador, existem muitos buracos e poeira em frente ao condomínio dele. Além disso, foi aberto um buraco pela empreiteira que faz obras de água e esgoto e não foi colocado asfalto, por isso, no período chuvoso, a via se transforma em um lamaçal. Outro problema relatado é que em parte da rua não existe calçada, fazendo com que os pedestres dividam espaço com carros e motos.
"Desde quando quebraram a rua para mexer nas adutoras, a situação ficou ruim. O serviço interno foi terminado, mas a superfície da rua está péssima. Não tem iluminação no início da rua e no período de chuva, os buracos se transformam em poças d'água e cria-se muita lama. Agora estão fazendo os serviços na rua João Paulo e levantando poeira. Muitos que possuem problemas respiratórios já passaram mal por causa de toda a poeira acumulada", reclama o morador.
Glemerson afirma ainda que a Secretaria Municipal de Obras (Semob) havia prometido que a rua seria consertada após o período chuvoso deste ano, no entanto, nenhuma máquina foi vista no local.
Procurada peã imprensa, a assessoria da Companhia de Água e Esgoto de Rondônia (Caerd) afirmou que os serviços nas adutoras citados pelo internauta estão sendo feitos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal. Ainda assim, a companhia garantiu que está sendo montado um cronograma para recolocação do asfalto no local e que o trabalho deve ser feito nos próximos dias.
Já o secretário de obras Marcelo Teixeira disse que irá verificar a situação da rua pessoalmente, para tomar as devidas providências. Em relação às calçadas, Marcelo explicou que essas construções são responsabilidade dos moradores ou dos administradores dos condomínios. "A prefeitura só faz a calçada quando é um processo de revitalização da via", disse.
O representante da Empresa de Desenvolvimento Urbano (Emdur) não atendeu aos telefonemas a imprensa e não retornou as ligações até o momento da publicação desta matéria para falar sobre o problema de iluminação pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário