quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

EDITORIAL: SEM CARNAVAL PREFEITURAS RONDONIENSES QUEREM PRIORISAR OBRAS E SERVIÇOS SOCIAIS

Uma tendência de alguns municípios rondonienses  vem ganhando força nos últimos dias, o cancelamento dos festejos de Carnaval. Previsto para a segunda terça-feira de fevereiro, a festa perde força e muitos foliões da região vão ficar órfãos. Mas os cofres públicos da região, que passam por dificuldades por conta da crise, ganham uma força. Várias cidades da região vão encomomizar juntas, mais de R$ 5,2 milhões.

Segundo a administração destes municípios, a decisão foi tomada para dar prioridade ao pagamento de professores e funcionários da rede municipal, adiantar a primeira parcela do 13° salário de 2016, entre outros serviços como dar continuidade a atendimentos na área de saúde e melhoramento de urbanizações. Em 2015, estas prefeituras já haviam cancelado o carnaval nas cidades de Vilhena e Jaru por exemplo. Na época, os prefeitos estimavam que os gastos com o carnaval chegassem a R$ 2,5 milhões.

A justificativa para o cancelamento é a má situação financeira da cidade. As respectivas  Secretaria de Cultura e Turismo não fizeram uma estimativa de custos, mas acreditavam que os gastos seriam muito altos em época de crise.

Banda do 'Vai Quem Quer' irá fazer concurso de fantasia em Porto Velho

A tradicional banda do 'Vai Quem Quer' fará, em 2016, um concurso de fantasias no carnaval de Porto Velho. De acordo com a presidente da banda, Siça Andrade, a ideia surgiu com o objetivo de resgatar o folião fantasiado. Os primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro e uma hospedagem em um hotel da cidade.

O concurso será no dia do desfile do bloco, marcado para 6 de fevereiro, a partir das 12h. Os brincantes interessados devem ir até o ponto de concentração, na praça das Três Caixas D’água, procurar a organização próximo ao palco, preencher o cadastro e tirar a foto.

"A foto será postada na fanpage da banda e as quatro fotos mais curtidas ganharão o concurso. O primeiro colocado ganhará R$ 1.000, enquanto que o segundo R$ 500, o terceiro R$ 300 e o quarto colocado levará uma diária em um hotel da cidade, com direito a acompanhante", diz a presidente.

Siça diz ainda que todos os inscritos ganharão uma caneca personalizada. A premiação será na quarta-feira de cinzas (10), na sede do bloco, localizada na rua Joaquim Nabuco, 2368, Centro. O telefone disponível para mais informações é 9242-7373.

Horário diferenciado

Em 2016, a organização decidiu que, além de resgatar a cultura das camisas em vez do abadá, o horário de saída da banda será às 16h. A concentração será às 14h e duas horas depois, a organização pretende iniciar o desfile.

"No início, utilizava-se camisa, depois passou pra abadá e agora estamos resgatando a tradição da camisa. Outro fator é que, pela primeira vez, os músicos que vão tocar são da própria banda", afirma.

Conforme Silvinho Santos, diretor musical da banda, os músicos foram escolhidos pela organização, um a um, com o intuito de resgatar antigas marchinhas que fizeram história, além de destacar a tradicionalidade do bloco.

"Podemos dizer que a banda é genuinamente a banda da banda. Antes, nós contratávamos uma banda e as peças que a banda tinha nós não escolhíamos. Esse ano, contratamos músicos da cidade e formamos essa banda com o peso que eu idealizei. Vamos resgatar as marchinhas dos melhores anos da banda", informa.

Tema

'Uma banda Olímpica por uma nação de alma limpa' foi o tema escolhido para 2016. A razão da escolha é em virtude deste ano ser o das Olimpíadas no Brasil. Porém, como é comum a banda abordar temas políticos, foi feito referência a operação Lava Jato, iniciada em 2015 e caracterizada como um dos maiores escândalos políticos de corrupção do país.

"A banda, em 36 anos, sempre abordou um tema político e esse ano vamos falar da Lava Jato, mas dando ênfase para o esporte, em virtude das Olimpíadas no Rio de Janeiro", conclui Siça.

Médicos são treinados para reforçar combate ao aedes aegypti em Rondônia

Todos os médicos que integram o Programa Estratégia Saúde da Família (PESF), oriundo do Programa Mais Médicos, receberam na última sexta-feira (22), em Porto Velho, treinamento com a equipe do Comitê de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, para o acolhimento clinico, identificação dos sintomas e encaminhamento de pacientes com suspeita de estar com dengue, febre chikungunya ou o zika vírus para as unidades de referências. Os médicos vão atuar também como multiplicadores no combate ao mosquito.
De acordo com Delcy Mazzarelo, da Gerência de Programas de Saúde (GPES) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que também integra o comitê, a estratégia foi utilizar a reunião da equipe do Programa Mais Médicos, que acontece mensalmente, no planejamento das ações do município de Porto Velho para repassar a todos os médicos orientações importantes sobre o protocolo de assistência aos pacientes com suspeita de doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.
O médico Sergio Bazzano, infectologista do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), apresentou um breve histórico sobre o surgimento do mosquito e as doenças por ele transmitidas. Na sequência, Arlete Baldez, diretora-geral da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), falou sobre as ações que devem ser executadas no combate ao mosquito. Ela enfatizou que essa missão está nas mãos de cada cidadão. Disse ainda que cada tampinha que é jogada no chão pode se transformar num depósito, podendo desencadear em foco ou criadouro de larvas.
A coordenação do Comitê informou sobre as Unidades de Saúde de referência para onde devem ser encaminhados casos suspeitos, e sobre a importância dos pacientes que apresentam os sintomas procurarem a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa. E ao final, informou também que durante a noite dos sábados domingos e feriados as unidades de Pronto Atendimento 24 horas, Upa Zona Sul, Upa Zona Leste, José Adelino da Silva e Ana Adelaide, são responsáveis pelo atendimento.
Abrangência

De acordo com Delcy Mazzarelo, os médicos da ESF atendem à região Madeira-Mamoré, composta pelos municípios de Porto Velho, Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste, Distritos de Saúde Indígena (DSEI Porto Velho), além dos distritos das zonas ribeirinhas e zonas terrestres.

Comissão da transposição já divulgou seis atas em 2016

Os trabalhos na Comissão Especial dos Ex-Territórios, que analisa os processos de transposição em Brasília, estão acelerados neste início de ano. Só neste mês de janeiro a comissão divulgou seis atas de julgamento de processos.
As atas com os processos deferidos e indeferidos, bem como as listas de servidores, podem ser acessadas através do site do MPOG pelo link http://www.planejamento.gov.br/assuntos/comissao-ex-territorios.
O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, disse que está buscando em Brasília informações sobre a inclusão dos servidores na folha da União. “Verificamos que os trabalhos de análise dos processos administrativos realmente estão andando rápido. Mas só isso não basta. Queremos esses servidores na folha da União o mais rápido possível”, disse o presidente do Sintero.
Ele considerou uma vitória importante o parecer da Advocacia Geral da União, que concluiu que os servidores de Rondônia vão poder optar pelo melhor regime de previdência na hora da aposentadoria.
Isso porque o direito à transposição dos servidores de Rondônia é anterior à nova lei da previdência.
A diferença é que as regras anteriores para aposentadoria são melhores do que as novas regras, principalmente em relação ao tempo de contribuição e ao valor da aposentadoria.

Sobre a transposição dos servidores contratados de 16 de março de 1987 até 31 de dezembro de 1991, o Sintero entrou com ação na Justiça federal e espera que os pedidos sejam julgados procedentes o mais rápido possível. “O importante é que a transposição está acontecendo, e nós vamos acompanhar e cobrar a sua efetivação até que o último servidor esteja enquadrado na folha da União. Essa é a nossa luta”, finalizou Manoel Rodrigues da Silva.

MP requisita inspeção nos ônibus de transporte urbano de Porto Velho

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da 5ª Promotoria de Justiça da Probidade Administrativa e Defesa do Patrimônio Público, encaminhou ofícios aos dirigentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia para que, em conjunto, realizem rigorosa vistoria/perícia em todos os veículos (ônibus e outros) utilizados pela empresa contratada para operar o sistema de transporte urbano de Porto Velho, de modo que não comprometa o serviço à população.
As requisições foram feitas pelo Promotor de Justiça Geraldo Henrique Ramos Guimarães, considerando notícias veiculadas pela imprensa local, e também denúncias que chegaram ao Ministério Público, de que os veículos utilizados para o transporte público na capital encontram-se em mau estado de conservação, não oferecendo segurança às pessoas que utilizam o serviço, assim como desatendem as normas técnicas para esse tipo de transporte.

Os ofícios encaminhados aos órgãos de fiscalização fazem parte do Inquérito Civil Público nº 7/2015, que trata de possíveis irregularidades no chamamento público nº 1/2015/Semad, para a contratação de empresa para operar sistema de transporte urbano da cidade de Porto Velho.

IBGE abre inscrições de concurso; Confira as 29 vagas para Rondônia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu, na terça-feira (26), o prazo das inscrições do concurso público que vai selecionar 1.409 profissionais de níveis médio e superior para atividades temporárias inerentes ao Censo Agropecuário 2016.

Vale destacar que, do total de oportunidades, 79 são destinadas a pessoas com deficiência e 172 a candidatos pretos ou pardos.
Quem possui ensino médio completo pode concorrer aos cargos de agente censitário administrativo - ACA (700 vagas), com salário de R$ R$ 1.560, e agente censitário regionalACR (486), com remuneração de R$ 3.000. De acordo com o edital do concurso, este último também exige carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria “B”.
Já os candidatos com diploma de curso superior na área específica estão aptos a carreira de analista censitário - AC (223) do IBGE nas seguintes áreas de conhecimento: análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações (17); análise de sistemas/ desenvolvimento de aplicações web móbile (9); análise de sistemas/suporte à comunicação e à rede (4); análise de sistemas/ suporte a produção (4); análise de sistemas/suporte operacional (4); análise socioeconômica (12); auditoria (3); biblioteconomia e documentação (4); ciências contábeis (3); design institucional (2); engenharia agronômica (26); engenharia cartográfica (12); gestão e infraestrutura (78); jornalismo (16); logística (2); métodos quantitativos (6); produção gráfica/editorial (2); programação visual (2); recursos humanos (6); relações internacionais (2); relações públicas (2); e webdesign (7). A função apresenta vencimentos de R$ 7.166.
A duração dos contratos de trabalho será de até 16 meses (um ano e quatro meses) para o ofício de ACR; 22 meses para ACA (um ano e 10 meses); e 31 meses (dois anos e sete meses) para AC.
Além do salário, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística oferece auxílios para alimentação e transporte. A carga horária de trabalho será de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias.

Distribuição das vagas

O posto de agente censitário administrativo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística tem oportunidades espalhadas pelo Distrito Federal (14) e pelas capitais dos outros 26 Estados do país, do seguinte modo: Rio Branco/AC (15), Maceió/AL (32), Manaus/AM (15), Macapá/AP (8), Salvador/BA (45), Fortaleza/CE (35), Vitória/ES (20), Goiânia/GO (30), São Luis/MA (35), Belo Horizonte/MG (45), Campo Grande/MS (20), Cuiabá/MT (20), Belém/PA (25), João Pessoa/PB (20), Recife/PE (40), Teresina/PI (15), Curitiba/PR (23), Rio de Janeiro/RJ (50), Porto Velho/RO (18), Natal/RN (10), Boa Vista/RR (8), Porto Alegre/RS (40), Florianópolis/SC (25), Aracaju/SE (12), São Paulo/SP (68) e Palmas/TO (12).
Por sua vez, o emprego de agente censitário regional concentra chances em 459 municípios distribuídos por toda a nação. Só não contam com ofertas para essa função o DF e os Estados do Amazonas e do Amapá. Os demais Estados reúnem as seguintes vagas: Acre (4), Alagoas (10), Bahia (35), Ceará (17), Espírito Santo (15), Goiás (6), Maranhão (9), Minas Gerais (23), Mato Grosso do Sul (17), Mato Grosso (22), Pará (9), Paraíba (17), Pernambuco (23), Piauí (19), Paraná (32), Rio de Janeiro (15), Rio Grande do Norte (14), Rondônia (8), Roraima (4), Rio Grande do Sul (62), Santa Catarina (28), Sergipe (10), São Paulo (72) e Tocantins (15).
Por fim, para a posição de analista censitário o concurso do IBGE apresenta oportunidades nas capitais de todos os Estados, conforme relacionado a seguir: Rio de Janeiro/RJ (112 vagas), João Pessoa/PB (3), Teresina/PI (3), Rio Branco/AC (1), Maceió/AL (1), Manaus/AM (4), Macapá/AP (2), Salvador/BA (7), Fortaleza/CE (5), Distrito Federal (2), Vitória/ES (2), Goiânia/GO (4), São Luís/MA (5), Belo Horizonte/MG (6), Campo Grande/MS (4), Cuiabá/MT (4), Belém/PA (4), Recife/PE (5), Curitiba/PR (7), Natal/RN (2), Porto Velho/RO (3), Boa Vista/RR (2), Porto Alegre/RS (9), Florianópolis/SC (4), Aracaju/SE (2), São Paulo/SP (9) e palmas/TO (4).

Como participar

As inscrições para o concurso do IBGE ficarão abertas até o dia 22 de fevereiro pelo site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br), organizadora do certame. Para efetivar a inscrição, os candidatos deverão pagar uma taxa no valor de R$ 35 (agente censitário administrativo), R$ 50 (agente censitário regional) ou R$ 120 (analista censitário).

Processo seletivo

De acordo com o edital do concurso, todos os inscritos farão provas objetivas com 60 questões de múltipla escolha no dia 22 de maio, das 13h às 17h. As avaliações serão aplicadas no município em que o candidato optou por concorrer a vaga.
O exame para selecionar os candidatos que serão contratados pelo IBGE versará sobre língua portuguesa (15), conhecimentos específicos (35) e raciocínio lógico quantitativo (10) para analista censitário em todas as áreas de conhecimento, exceto métodos quantitativos. Os concorrentes ao posto de AC em métodos quantitativos responderá apenas perguntas sobre língua portuguesa (20) e conhecimentos específicos (40).

O teste para agente censitário administrativo trará questões sobre língua portuguesa (20), noções de administração (30) e raciocínio lógico (10). Já para agente censitário regional a prova terá perguntas sobre língua portuguesa (20), noções de administração e situações gerenciais (30) e raciocínio lógico (10).

Concluído planejamento para a construção da nova rodoviária de Porto Velho

A nova Estação Rodoviária de Porto Velho será moderna, sustentável, e terá, além de conforto, uma área reservada para um mini-shopping.
Os detalhes da licitação e início das obras foram debatidos, nesta terça-feira (26), numa audiência em que o governador Confúcio Moura recebeu o diretor do Departamento de Estrada, Rodagens e Infraestrutura (DER), Ezequiel Neiva, e o coordenador geral de Patrimônio Mobiliário e Imobiliário do Estado, Antônio Fortunato de Oliveira Neto, além de engenheiros.
Os projetos devem concluídos ainda no primeiro semestre para que seja deflagrado o processo licitatório.
A construção será erguida numa área de cerca de 10 mil metros quadrados, localizada na Avenida Mamoré.
O governador Confúcio Moura pediu que o projeto inclua sistema de reaproveitamento da água da chuva, destinação correta do lixo e utilização de energia solar. Ele propôs ainda que o local seja arborizado e tenha área para convivência, que pode conter um pequeno shopping.
Após concluída, a obra vai valorizar os bairros do entorno, que também serão contemplados com melhorias. O diretor geral do DER, Ezequiel Neiva, foi informado que vai conduzir o processo de contratação dos projetos.
Antônio Fortunato de Oliveira Neto, responsável pela condução para liberação da área onde a Rodoviária será construída, está otimista em relação à conclusão do processo, qual trabalha desde 2015.
“A capital precisa de uma nova Rodoviária. Um local onde as pessoas que chegam tenham um boa impressão da cidade”, disse o governador, que está empenhado em iniciar a obra no menor espaço de tempo possível.
Orgulho do Madeira
Com o diretor do DER, o governador também detalhou uma série de obras que devem ser realizadas para contemplar famílias instaladas no condomínio Orgulho do Madeira, localizado na Zona Leste. Nos 4 mil apartamentos e 600 casas estão sendo ocupados por pessoas de baixa renda de diversos pontos da cidade.
Na avaliação de Confúcio Moura, é necessário oferecer rapidamente uma estrutura para as famílias. Segundo ele, o estado deve proporcionar acesso fácil, equipamentos para lazer, meios para diversificação da renda e transporte escolar. “Este condomínio terá, em pouco tempo, 16 mil pessoas. Equivale a uma cidade”, disse o governador.
Espaço alternativo

No mesmo encontro Confúcio foi informado de que as obras de recuperação e conclusão do Espaço Alternativo devem ser iniciadas na próxima semana. Ezequiel Neiva, do DER, disse que os funcionários do órgão estão sendo mobilizados para realizar os serviços pendentes. “Será uma obra bela, a população terá orgulho”, concluiu.

Prefeitura inaugura primeira Central de Óbitos, a primeira do Estado

A partir de agora Porto Velho conta com sua Central de Óbitos (C.O.), primeira no Estado, um serviço que tem como objetivo disciplinar o serviço funerário, de forma centralizada e organizada.
A Central que já está funcionando, foi inaugurada com solenidade na tarde desta segunda-feira, (25), abrindo as portas da sede que está anexa a Secretaria Municipal de Serviços Básicos, localizada na Rua Aparício de Moraes, 3616, Setor Industrial.
Ativa por período integral e ininterrupto, incluindo sábados, domingos e feriados, com 8 assistentes administrativos em escala de plantão de 24 horas, a Central é administrada pela própria Semusb com participação ativa de outras secretarias, como a de Meio Ambiente (Sema), Assistência Social (Semas) e de Saúde (Semusa).
" O nosso espaço ficou bem ao lado do Hospital de Base, então facilita para a toda a comunidade que venha a ter a necessidade de fazer uso do serviço. A gente faz todo o atendimento e a família no momento de dor tem um acolhimento mais presente da prefeitura", comemorou o titular da Semusb, Eduardo Damião.
A proposta é orientar a população sobre os serviços funerários, garantindo a qualidade e ao mesmo tempo regulando a liberação, transporte, sepultamento de corpos de todos os óbitos ocorridos, através de autorização expedida pela C.O.
"É um pedido a muito tempo tanto das funerárias quanto das famílias. Você ia num pronto socorro, acabava falecendo alguém, um parente e ficavam tudo em cima e agora não, vem para a central de regulação, que é uma inovação em Porto Velho, é a primeira provavelmente da região norte. Então haverá toda uma padronização, saberemos quantos óbitos, para onde serão destinados, vai acabar com a disputa, vai ser muito interessante para a nossa cidade", explicou o Prefeito, Mauro Nazif.
O funcionamento é simples, a Central aciona a funerária responsável pelo plantão do dia, obedecendo o sistema de rodízio definido pela Comissão de Acompanhamento de Serviço Funerário (Casfu), das funerárias licenciadas e credenciadas junto ao município através de processo licitatório de permissão.
"Tudo foi discutido. A escala foi feita através de sorteio em conjunto com as funerárias, aqui nada foi sozinho , a própria lei foi discutida com as doze. Começamos há um ano e meio quando o prefeito determinou que fosse criada e hoje graças a Deus estamos concluindo para regular e melhorar o trabalho de assistência funerária de Porto Velho", detalhou Domingos Sávio. 
A central terá ainda participação no atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social, através do encaminhamento realizado por assistentes sociais da Semas que só no ano passado custeou cerca de R$200 mil reais em auxílio funeral.

"Nós somos a única cidade de Rondônia que oferece urna funeral, as demais oferecem caixão, sendo que a urna tem uma estrutura e qualidade melhor, proporcionando um momento de dignidade no sepultamento do ente querido. Já existia o benefício, porém como o serviço vai estar num só local, vai fazer com que tenha uma demanda maior, uma procura maior, uma vez que essas pessoas terão a informação", orientou Solano Ferreira. 

Assembléia abre ano legislativo e tem encontro com a imprensa

O Regimento Interno da Assembleia Legislativa determina Sessões Legislativas Ordinárias, que compreendem o período de 15 de fevereiro a 30 de junho e 1º de agosto a 15 de dezembro.
Para dar início ao primeiro período legislativo deste ano, o presidente Maurão de Carvalho (PP), convida a imprensa que realiza a cobertura das atividades parlamentares para a abertura das atividades legislativas deste ano.
Segundo Maurão, o papel dos profissionais da imprensa é vital para que os trabalhos dos parlamentares cheguem à população em todos os rincões do Estado. “Por isso, convidamos a todos para o reencontro onde iremos relatar as atividades desenvolvidas no exercício de 2015, entre outras atividades”.
O café da manhã com a imprensa será realizado no dia 15 de fevereiro, às 9h no Salão Nobre da Assembleia com a presença dos membros da Mesa Diretora e demais deputados.

Na terça-feira (26), a previsão é de novos encontros em Jaru e em Ariquemes. Na quarta-feira (27), após colher sugestões no interior, vai ser a vez do fechamento da agenda de trabalho em Porto Velho, na sede do Sindicato dos Atacadistas (Singaro).

Aélcio da TV economiza quase R$ 270 mil de verba indenizatória

O deputado Aélcio da TV (PP) economizou em 2015 um total de R$ 269.848,24 de verba indenizatória.
Parte dessa economia aconteceu em relação aos R$ 15 mil por mês que os parlamentares têm direito para gasto com transportes, revisão de carros, compra de pneus, combustível e manutenções em oficinas.
Como são 11 meses de mandato, Aélcio teve direito a R$ R$ 165 mil. Do montante, utilizou R$ 30.448,87, o que representa uma economia de R$ 134.510,13.
Nos 11 meses de 2015 Aélcio da TV teve o direito a R$ 275.500,00 para gastos com advogados, aluguel de escritório de representação, contratação de contador, alimentação e divulgação. Advogados são contratados para dar o suporte jurídico ao parlamentar, no momento de elaborar um projeto de lei, por exemplo. Desse valor também foi economizado pelo deputado R$ 135.338,11.

Aélcio da TV disse estar prestando contas por gostar de tudo muito transparente, principalmente quanto se trata de recursos públicos.

Deputado Ezequiel Junior contempla associação em Vale do Anari

O deputado Ezequiel Junior (PSDC), participou da entrega de pulverizador, grade de 14 discos e semeadeira, para a Associação de Produtores Leste do Anari (ASPLA), oriunda de emenda parlamentar e que beneficiará os associados da Linha C74 no município de Vale do Anari. O parlamentar agradeceu ao governador Confúcio Moura (PMDB) pelo apoio.
O deputado parabenizou os associados por estarem buscando sempre algo melhor para toda a comunidade. Sempre que recebo um presidente de associação em meu gabinete, nos escritórios de apoio ou os encontro, tanto em Vale do Anari quanto em Machadinho, “vejo que eles estão fazendo o que podem”.
O deputado Ezequiel disse é fundamental “buscar apoio em quem tem pra dar, e asseguro a população de Vale do Anari, que em breve novas ações virão para essa cidade, no que tange a educação”, reforçou o deputado.
No ato da entrega dos equipamentos o deputado disse ao prefeito que em breve uma ação do Departamento de Estradas, Rodagens e Serviços Públicos (DER), acontecerá em Vale do Anari. Afirmou que será recuperada a Avenida Acyr José Damasceno, uma reivindicação dos moradores, vereadores, prefeito e que agora é uma missão do parlamentar para Vale do Paraíso e que contará com o apoio do Estado para sua execução.

A cerimônia de entrega contou com a presença do prefeito de vale do Anari, Nilson Japonês (PMDB), dos vereadores Celso de Souza (PTB), Manoel Gomes Rocha (DEM), Antônio Dias de Carvalho (PT), o ex-vereador Toninho da Bateria (PSDC) e o presidente da associação Miguel Arcanjo Cruz dos Santos, que recebeu das autoridades os implementos que da maior importância para os associados.

Cuidado com indicadores fiscais traz credibilidade para RO, avalia secretário

A preocupação em manter a saúde financeira do Estado de Rondônia, cuidando dos indicadores fiscais com responsabilidade, traz credibilidade para o governo e para o cidadão também. A afirmação é do secretário estadual de Finanças, Wagner de Freitas Garcia, que tem avaliação otimista para a economia rondoniense neste ano de 2016, sem que isso signifique crescimento de relevo com possibilidade de ampliar os gastos públicos.
“Quando o investidor, quando o setor econômico produtivo brasileiro e do estado observam a forma como está sendo tratada a coisa pública, observam que estamos cuidando dos indicadores fiscais com responsabilidade, isso traz credibilidade para o estado e para o cidadão também. Porque nossa obrigação é prestar contas, é o serviço de contraprestação de serviço público para o cidadão”, disse Wagner de Freitas.
O trabalho que vem sendo feito há três anos de controle das contas públicas tem resultado no cumprimento de metas do Programa de Reestruturação e Ajuste Fiscal, firmado pelo Ministério da Fazenda com as unidades federativas desde a década de 90. Rondônia está dentro do limite de endividamento com despesa de pessoal e alcançou o patamar de receitas próprias arrecadadas ao longo do ano, entre outras metas estabelecidas.
Sobre os investimentos que vêm sendo feitos com financiamentos do Programa Integrado de Desenvolvimento de Inclusão Social e Econômica (Pidise) e o Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinvest), o secretário de Finanças disse que o governador Confúcio Moura assinará aditivo aos contratos neste ano.
“Quando o investidor, quando o setor econômico produtivo brasileiro e do estado observam a forma como está sendo tratada a coisa pública, observam que estamos cuidando dos indicadores fiscais com responsabilidade, isso traz credibilidade para o estado e para o cidadão também.” – Wagner de Freitas, secretário de Finanças
“Vamos continuar as obras estruturantes que estão sendo construídas no estado, as reformas em escolas, as Unidades Integradas de Segurança Pública, as Agências de Rendas e muitas outras”, afirmou o secretário.
Essas duas fontes de financiamento, segundo Wagner, ajudam a manter a economia de Rondônia aquecida. Apesar do Brasil viver um “quadro recessivo e ter um decréscimo intenso da atividade econômica, sem indicativo de que a economia vai melhorar nos próximos meses”, a avaliação do secretário Wagner de Freitas sobre a economia rondoniense é positiva.

“Porque a nossa economia é muito impactada pelo agronegócio, e também pela exportação de commodities agrícolas, soja, carne. Com o dólar alto, exportando com o dólar a quase R$ 4, não teremos uma queda acentuada na nossa economia, não. Acredito até que deve ser um pouco melhor do que em 2015”, pondera o secretário.

Governo RO organiza ações de educação no trânsito durante o carnaval 2016

Um calendário de atividades conjuntas para as festividades do carnaval 2016 foi definido nesta segunda-feira (25), em Porto Velho.
Para esta semana ficaram programadas blitz educativas que acontecerão simultaneamente, hoje quarta-feira (27), em três pontos da cidade, sendo no Centro, na Avenida Carlos Gomes e a outra, na José Amador dos Reis, zona Leste e ainda, na Avenida Jatuarana, zona Sul.
A previsão é reunir 200 pessoas neste trabalho que vem sendo coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
“A intenção do Governo do Estado é sensibilizar as pessoas para que elas evitem excessos no consumo de bebida alcoólicas e de velocidade e com isso diminuir o número de acidentes, feridos e mortos no trânsito”, destacou o diretor Técnico de Operações do Detran, Hugo Correia, acrescentando que as atividades seguem até o dia 10 de fevereiro (quarta-feira de Cinzas).
O objetivo da ação é prevenir futuros transtornos durante as festividades, sendo explorados temas como o combate ao uso de drogas e o consumo de álcool, acidentes de trânsito, gravidez na adolescência, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), e ainda o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. A ideia é reunir todos os cronogramas de atividades dos órgãos envolvidos e trabalhar em conjunto na orientação da população.
As atividades estão sendo programadas através da parceria do Detran com as Secretarias Estadual de Saúde (Sesau), Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), Superintendência de Estado de Políticas sobre Drogas (Sepoad), Agevisa, Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Assistência Social, Polícia Militar (PM), Companhia Independente de Trânsito e Grupo Anjos do Asfalto.
Segundo o diretor técnico de Operações do Detran, Hugo Correia, até mesmo nas blitz de Lei Seca os voluntários envolvidos nesse trabalho irão realizar pit stop educativos, com entregas de panfletos. “Nossa programação envolve desde educação a fiscalização ostensiva”, acrescentou.
Ele disse que foram incluídos no calendário de atividades dois eventos voltados para motociclistas organizados pelo Grupo Anjos do Asfalto. Serão pit stop, com entrega de panfletos e de camisinha, no próximo sábado (30) na Avenida Carlos Gomes com rua Brasília; e o outro no sábado que antecede a saída da banda do “Vai Quem Quer”.
Companhia de Trânsito

O tenente coronel De Lima, da Companhia Independente de Trânsito, explicou que durante a noite, a partir desta quinta-feira (28), as blitz de Lei seca irão combater o uso abusivo de álcool no período de Carnaval e contarão com um efetivo de 14 policias da Companhia. Já as operações educativas serão em torno de seis policiais. “O período de Carnaval é o mais crítico em relação ao uso abusivo de álcool. Outras infrações também serão fiscalizadas na operação da Lei Seca: excesso de velocidade, as ultrapassagens”, assegurou De Lima.

Rondônia terá R$ 696 milhões para investimento em avicultura e suinocultura

Para 2016, o Banco da Amazônia tem previsto para o Estado de Rondônia investimentos na ordem de R$ 696 milhões, sendo R$ 574,6 milhões do FNO e R$121,4 milhões de crédito de sua carteira comercial, recursos esses que atenderão empreendimentos de todas as regiões do Estado.
Entre os projetos sustentáveis prioritários para Rondônia está o de Sociobiodiversidade, que beneficiará as regiões do Vale do Guaporé, Mamoré e Baixo Madeira. Já o de Aquicultura e Pesca, que atingirá todas as mesorregiões do Estado, pretende buscar eficiência na infraestrutura da cadeia para fins de logística, além de instalação de frigoríficos de peixe e de sistema de estatística para toda a cadeia produtiva.
O de Cafeicultura, previsto para as mesorregiões de Cacoal e Zona da Mata, irá ampliar área plantada com uso de novas tecnologias e estimular o crédito para novas áreas.
No que concerne aos investimentos e realização de negócios sustentáveis nas mesorregiões e microrregiões as oportunidades englobam, por exemplo, investimentos em hortifrutigranjeiros, avicultura, suinocultura, ovinocultura, caprinocultura, agroindústrias, apicultura, cacauicultura e piscicultura.

No que diz respeito aos Arranjos Produtivos Locais, na Pecuária Leiteira, por exemplo, a intenção do Banco da Amazônia é a de investir em produção, envolvendo áreas como a genética, para transferência de embriões; aquisição de matrizes e touros; ciência, tecnologia e inovação e assistência técnica, e o manejo, para recuperação de pastagens; formação de campineiras e silagem; pastio rotativo; capacitação técnica; capacitação do produtor; ciência, tecnologia e inovação e assistência técnica.

Patrulha Agrícola amplia frentes de trabalho a produtores rurais em Ji-Paraná

Neste mês de janeiro a ação itinerante da Patrulha Agrícola, da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, não cessou e nem diminuiu seu ritmo no atendimento aos produtores rurais de Ji-Paraná.
Agora as máquinas estão encerrando um trabalho na propriedade de José Aparecido de Souza, da Linha União, Gleba Pirineus, no Setor Riachuelo de Ji-Paraná. Lá a Patrulha está fazendo corte do milho para fazer silagem no qual resultou de 60 toneladas de silagem.
O grande objetivo da ação é manter a estocagem de alimento para os períodos de estiagem, de modo a garantir que a produção leiteira se mantenha estável. “o nosso compromisso é constante com os produtores rurais, por isso, nosso trabalho com a patrulha não pode parar. A nossa programação prevê que mais produtores sejam atendidos até o início de fevereiro”, declarou a secretária de Agricultura, Cláudia de Jesus Abreu.
Em 2015 mais de cem propriedades foram beneficiadas com a presença da Patrulha Agrícola, disponibilizando mais de 500 horas/máquinas para os homens e mulheres do campo. Só no último mês de dezembro 16 deles foram atendidos em suas necessidades de silagem e de outros serviços.

O programa é realizado junto às associações rurais que são contempladas mediante sorteio entre aquelas cadastradas. Agora no início de fevereiro, segundo Cláudia, haverá mais um para definir mais cinco entidades a serem contempladas, além de dez produtores.

Calcenorte reúne representantes e lojistas em Ji-Paraná

A 3ª edição da Feira Industrial de Calçados e Acessórios de Rondônia (Calcenorte) reúne cerca de 100 marcas, distribuídas em 41 stands e a expectativa dos organizadores é que mais de 300 lojistas prestigiem o evento.

A feira começou nesta terça (26) e vai até o próximo dia 28 deste mês. Comerciantes de todo o estado e do Norte devem comparecer ao evento. A Calcenorte acontece no espaço Paternon, em Ji-Paraná, região central do estado e a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho.

Entre as novidades apresentadas na feira, uma delas promete facilitar a vida das mães. Uma marca criou um tênis que pode ser lavado na maquina sem que seja danificado.  A "Tecnologia Wash",  tem uma forração, velcros e metais antioxidantes que permitem o processo de limpeza na própria máquina de lavar. "Para as mães com a vida corrida, isto vai facilitar muito na hora da limpeza", acredita o representante da marca, Marcelo Felix.

A gerente de marketing de uma empresa que tem cinco marcas de calçados, Jaqueline Gabiatti, afirmou que o evento é uma grande oportunidade, e para chamar a atenção em meio aos concorrentes que estão reunidos em um mesmo o local, o grande diferencial, precisa mesmo ser as novidades. "Em todas as nossas linhas, trazemos para a realidade da região que estamos e associamos conforto e beleza", disse.

Segundo a Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL), em 2015, mais de 250 lojistas cadastrados passaram pelo evento para reabastecer suas lojas com mercadorias. De Mirante da Serra, a comerciante Lucélia Fátima, afirmou que a feira garante melhor compra para os lojistas. "Aqui, vemos várias opções e podemos escolher de acordo com o gosto que já conhecemos dos nossos clientes. Compramos um pouco de cada, ao invés de grandes quantidades com menos variedade de estilo", explicou.

Cobertura de quadra de esporte começa a ser retirada em Cacoal

Após reclamações de moradores preocupados com o acúmulo de água debaixo da estrutura de uma quadra de esportes que desabou há mais de cinco anos, no Bairro Jardim Limoeiro, em Cacoal (RO), cidade a 480 quilômetros de Porto Velho, a prefeitura iniciou a retirada da cobertura da estrutura, que favorecia o acúmulo de água no local. Para os vizinhos, a antiga quadra se transformou em um criadouro do mosquito Aedes Aegypti.

Conforme o secretário de Obras do município, Mário Moreira, a retirada do material que teve inicio nesta semana deve ser concluída nos próximos 15 dias. "Esse trabalho já era para ter sido realizado, mas atrasou por questões burocráticas. No entanto, agora acredito que nos próximos 15 dias, conseguiremos tirar todo o material metálico da cobertura e as estruturas laterais de sustentação do teto. Esse serviço irá evitar que a água da chuva fique acumulada no interior da quadra" explicou.

Inaugurado no ano de 2008, o centro esportivo precisou ser interditado pela Autarquia Municipal de Esportes (Amec), em 2013, depois de cinco anos, porque o teto cedeu enquanto moradores brincavam no local. Sem ter recebido nenhuma melhoria desde então e após uma forte chuva, o telhado voltou a ceder no dia 23 de abril de 2015, tornando o local ainda mais perigoso.

Após investigação, DENARC prende casal e apreende adolescente com drogas

Wellinton Almeida Santos, de 32 anos, Maiara Aline Brito Silva, 32 anos, e um adolescente, de 17 anos, foram detidos na noite da segunda-feira (25), em uma residência localizada na Rua Nunes Machado, Bairro Costa e Silva, região norte de Porto Velho.
Os policiais civis cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do casal, que já estava sendo investigado pela departamento. A prisão era destinada a Wellinton. A esposa e o adolescente foram detidos pois no momento da operação, os dois foram flagrados preparando drogas para venda.
Foram localizadas mais de um quilo de cocaína, balança de precisão, mais de dez mil reais, possivelmente proveniente do tráfico de drogas, entre outros materiais.

Os suspeitos foram encaminhados ao departamento, onde passaram a madrugada sendo interrogados sobre a procedência da droga. Os maiores passaram pelo o IML e ficaram a disposição da justiça.

Polícia Civil apreende aproximadamente 40 kg de entorpecentes, além de prender duas pessoas

Na manhã da terça-feira (26), uma equipe da Polícia Civil do município de Ariquemes realizou o desfecho de uma operação que já vinha ocorrendo há algum tempo, e culminou na apreensão de aproximadamente 40 Kg de substância entorpecente, além da prisão de duas pessoas.
Segundo o Delegado de Polícia, Thiago Flores, a investigação se iniciou a partir da suspeita de uma marcenaria do município. O local estaria enviando portas e janelas para outros estados por um valor não compensatório, levantando as suspeitas.
Em ato contínuo, os investigadores da Polícia Civil conseguiram identificar a marcenaria que produzia as tais portas e janelas, e as enviavam para um “Centro de Distribuição”, localizada no município de Governador Valadares - MG.
Através de ordem judicial, a polícia conseguiu interceptar o carregamento e localizar, no interior das mesmas, as drogas, avaliadas em cerca de R$ 1 milhão de reais.
O proprietário da cerraria confessou que fazia o acabamento das portas recheando a mesma com as substancias, e que para isso, recebia determinada quantia em dinheiro.
O Delegado Thiago afirmou que essa atividade criminal já vem acontecendo há pelo menos um ano.
Foram apreendidas 5 portas e 3 janelas, sendo que em cada porta haviam 10 tabletes, nas janelas, 4 tabletes em cada, totalizando 62 tabletes de pasta base de cocaína, que eram compradas na Bolívia pelo preço de R$ 6 a 8 mil reais.

A droga era vendida em outros estados pelo valor de R$ 12 à 20 mil reais, dependendo do estado.

Suspeita de matar jovem se entrega e diz estar grávida do ex da vítima

A mulher suspeita de ter matado a facadas a adolescente Jéssica da Silva, de 15 anos, em outubro de 2015 se entregou à Polícia Civil na tarde da terça-feira (26), em Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. Segundo o delegado regional Milton Santana, Tailane Neris Feliciano estava com mandado de prisão preventiva desde a época do crime. Na delegacia ela não se pronunciou sobre o crime, mas alegou estar grávida do ex-namorado da vítima.

Conforme investigações, a adolescente foi morta quando estava na companhia do namorado e mais duas pessoas dentro de um carro. Na ocasião, a suspeita e outra mulher chegaram de moto, desceram e começaram a golpear a moça com faca e facão através da janela do veículo. O rapaz tentou defender a namorada e acabou sendo esfaqueado.

A vítima foi atingida na cabeça, peito e braços. Após o atentado, as agressoras fugiram do local e as vítimas foram levadas no carro que estavam ao Hospital Regional de Guajará-Mirim. 

Jéssica da Silva deu entrada no pronto-socorro com vida, mas não resistiu aos ferimentos. Na época, a publicaçação em uma rede social mostrava que a suspeita já havia ameaçado Jéssica de morte.

Em entrevista à imprensa, a mãe da suspeita, Alcione Neris, de 39 anos, disse que a filha se entregou à polícia grávida de quatro meses. O pai da criança, segundo ela, é César Castro, de 27 anos, que na época do crime era namorado da vítima.

Alcione também comentou que Tailane vai pagar pelo que fez, mas que a família vai apoiá-la enquanto estiver na prisão. "Eles estavam juntos na época e ela está grávida dele. Tudo aconteceu por culpa dele, pois queria viver com duas mulheres ao mesmo tempo. Estou muito triste mesmo por tudo que aconteceu. A morte da menina podia ter sido evitada, mas tudo foi por causa dele. De dia ele ficava com a Jéssica e a noite dormia com a minha filha", contou Alcione.

Família da vítima

A dona de casa Cláudia da Silva, de 37 anos, que é mãe da vítima contou que a família ficou aliviada com a prisão de Tailane, mas a dor de ter perdido a filha é imensurável.

"Esperamos que ela pague, mesmo sabendo que minha garota não vai mais voltar e eu não vou ver o sorriso dela de novo. Eu quero olhar no olho dela e perguntar o motivo de ela ter ceifado a vida de uma jovem sonhadora e tão amada. Ela há de pagar na Justiça dos homens e também na divina. Eu não sei o que pensar, mas se for verdade que ela está grávida dele, é muito triste, minha filha morreu de graça", desabafou.

De acordo com a Polícia Civil, a médica legista pediu um exame de gravidez de Tailane Neris. A segunda suspeita, que ajudou Tailane a cometer o crime, ainda está foragida da Justiça. O caso continua sendo investigado.

Namorado da vítima

Logo após o crime, o namorado de Jéssica, César Castro, disse que durante o ataque tentou defender a namorada e também acabou sendo esfaqueado.

Castro contou que a ex-mulher ligou cinco minutos antes do crime e o ameaçou. "Estava separado há oito meses e nesse período ela chegou a se relacionar com outros homens, mas sempre ligava querendo se reconciliar e não aceitava”, comenta. Segundo ele, o crime interrompeu os planos de casamento do casal, que pretendia oficializar a união em breve.

"Íamos tomar tacacá com dois parentes meus. No momento que ela abaixou o vidro, minha ex-mulher já deu a primeira facada. Não tinha como os dois que estavam no banco de trás ajudarem porque o carro só tem duas portas, para eles saírem teria que empurrar o banco da frente, mas tudo foi muito rápido. Eu a amo, mas não a tenho mais", lamenta o rapaz que levou uma facada no braço.

A imprensa tentou contato com César nesta terça-feira, após a suspeita se entregar, mas não obteve retorno das ligações.

Policiais Militares trocam tiros entre si e ambos ficam gravemente feridos

No início da noite da terça-feira, 26, aconteceu um incidente diferente na vida de dois policiais militares, ambos ficaram baleados.
O fato aconteceu na Rua Tabajara, esquina de Rui Barbosa, bairro da Arigolândia, região central de Porto Velho - RO.
De acordo com testemunhas, policiais militares que faziam a segurança do prédio sede do Tribunal de Justiça, foram acionados por populares, sob a alegação de que um homem, em suposto estado de embriaguez, estaria nas proximidades agredindo uma mulher, que já havia desferido vários socos em seu rosto e que sangue jorrava.
Com brevidade e numa viatura descaracterizada, os militares foram para o local e constataram o fato.
De repente, o suposto agressor, quando viu homens à paisana, foi para o interior da casa, e na volta, armado, teria efetuado vários disparos na direção dos que foram acudir ao chamado.
Ocorre, que o homem supostamente agressor, tratava-se do sargento PM Brandão. Sem saber que o atirador era colega de farda, os homens que estavam no carro descaracterizados, que eram também policiais militares, revidaram, e começou a troca de tiros.
Cabo Brandão foi atingido no tórax, vindo a bala a transfixar em suas costas. Do outro lado e fardado, estava o cabo Teixeira, que no confronto, também saiu baleado na perna (fêmur).

Ambos foram socorridos ao Hospital João Paulo II. Brandão está em estado grave, e Teixeira foi operado.

Homens trabalham em situação de risco em pedreira de João Pessoa

Operários que prestam serviços a uma pedreira, que funciona no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, foram flagrados na terça-feira (26), trabalhando sem o uso de equipamentos de proteção individual. Os funcionários do local trabalham escavando o paredão a uma grande altura, sem qualquer dispositivo de segurança para prevenção de quedas e outros acidentes.

Nas imagens, é possível ver que os funcionários trabalham sem botas, luvas, capacetes ou cintos de segurança. Apenas uma corda, por onde os operários aparententemente escalam o paredão, pode ser vista. Todos os homens que trabalhavam na pedreira na tarde desta terça-feira (26) foram flagrados executando os trabalhos na mesma situação.

O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas, informou que existem dezenas de procedimentos abertos contra pedreiras no estado da Paraíba e que a maioria das ações estão relacionadas à falta de equipamento de segurança e ausência de condições de trabalho para os funcionários.

Chuvas e racionamento não ajudam e Boqueirão perde 200 mil m³ de água em 4 dias

Mesmo com as boas chuvas registradas em diversos municípios da Paraíba durante este mês de janeiro, o açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, vem registrando queda no índice de armazenamento de água. Nos últimos 26 dias, o açude só chegou a ganhar um pouco de volume uma vez e, atualmente, está com 12% de capacidade ou 49,5 milhões de metros cúbicos (m³), conforme dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) dessa terça-feira (26). O valor é menor que os 12,2% que havia até sexta (22).

De acordo com dados da Aesa, o município de Boqueirão, onde fica localizado o açude Epitácio Pessoa, registrou 61,7 milímetros (mm) de chuva no acumulado deste mês. Já em Campina Grande, cidade que depende do manancial, foram registrados 112,4 mm até essa terça-feira (26).

De sexta (22) à terça (26), o açude perdeu cerca de 200 mil metros cúbicos. Na sexta-feira (22), o manancial registrava 49,7 milhões de m³, mas o volume caiu para 49,5 milhões de m³ nessa terça.

Segundo Carmem Becker, meteorologista da Aesa, uma das explicações para que, mesmo com as chuvas, o açude esteja registrando perda de água se dá pela pouca ocorrência de chuvas fortes diretamente na bacia do açude.

“Na verdade ocorreram boas chuvas, mas foram muito isoladas e não diretamente no açude em si. Municípios da região e açudes menores estão recebendo água, mas como a região estava muito seca, esses mananciais menores ainda não sangraram para que essa água possa ir até Boqueirão”, contou Carmem Becker.

O açude de Boqueirão é responsável pelo abastecimento dos municípios de Campina Grande e outros 20 municípios e distritos. A cidade e várias outras da mesma região enfrentam racionamento desde dezembro de 2014 e, atualmente, ficam sem água das 17h do sábado às 5h da quarta-feira.

Boqueirão fica no Cariri da Paraíba, onde há menos chuvas que no Agreste, região onde está localizada Campina Grande.

Previsão indica continuidade do calor

Segundo a Aesa, a falta de chuvas na bacia do Boqueirão deve continuar nesta quarta-feira (27). A região do Agreste deve registrar nebulosidade variável durante o dia e temperaturas entre 21°C e 30°C.

Já as regiões do Litoral, Brejo e Cariri paraibano devem também devem registrar nebulosidade variável. No Litoral, a temperatura deve variar entre os 24°C e os 31°C. No Brejo a temperatura fica entre os 21°C e os 28°C.

O Cariri do Estado deve ficar com temperaturas entre os 21°C e os 33°C e o Sertão deve registrar temperaturas entre os 23°C e os 35°. As duas regiões, segundo a Aesa, podem registrar chuvas pontuais durante o dia.