segunda-feira, 20 de junho de 2016

MP/RO realiza vistoria em nova delegacia de crimes contra o meio ambiente da capital

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, realizou vistoria nas novas instalações da Delegacia de Crimes contra o Meio Ambiente de Porto Velho, localizada na Rua Amador dos Reis, bairro JK, antigo 8º DP. Antes da transferência, a delegacia funcionava no bairro Costa e Silva.

No relatório da inspeção, o Ministério Público constatou que as instalações encontram-se em situação calamitosa. Além de muito antigas, são inadequadas e apresentam péssimo estado de conservação.

Conforme constatado pelo MP, das cerca de 10 salas usadas pelos funcionários, apenas uma tem ar-condicionado em funcionamento; há ninhos de cupins no forro e muito mau cheiro no local. Outros problemas verificados referem-se à insuficiência de tomadas elétricas para o uso de computadores e impressoras, além da falta de condições mínimas de higiene.

O local não fornece segurança nem mesmo para os policiais, os quais estão tirando dinheiro do próprio bolso para fazer consertos de emergência.

Para o Promotor de Justiça do Meio Ambiente, Pedro Abi-Eçab, a população é a principal prejudicada com a situação, pois além dos problemas mencionados, a localização da delegacia é inadequada.

O integrante do MP ressaltou que as centenas de cidadãos que utilizam a delegacia em sua maior parte vem da zona rural, chegando até a cidade pela rodoviária, que fica a 7 km da nova unidade policial. Muitos desses cidadãos têm que buscar documentos na Secretaria de Meio Ambiente (Sedam), Ibama, Incra, Defensoria Pública e Ministério Público, os quais estão em média a 10km do local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário